domingo, 15 de julho de 2007

Ibama: Greve dos "servidores" não impediu o avanço do Governo nas questões ambientais

* Depois do corte de 17 dias de salário, determinado pelo presidente Lula, os servidores do Ibama decidiram ontem encerrar a greve de dois meses.

A direção do instituto admite negociar a reposição dos dias parados.

(Estado de São Paulo - Sinopse Radiobrás)


* Ainda em meio à greve de seus funcionários, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) concedeu ontem licença prévia para a construção de duas hidrelétricas do rio Madeira, em Rondônia.

O governo diz que as usinas evitarão uma crise no abastecimento de energia elétrica no país a partir de 2012.

A licença do Ibama abre caminho à realização dos leilões para as empresas dispostas a construir e operar Santo Antônio e Jirau.

Segundo o ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner, as condições impostas pelo Ibama não comprometem a obra:

"Nem aumenta o custo, nem inviabiliza o investimento".

As regras do leilão ainda não estão definidas e serão colocadas em consulta pública antes de serem oficializadas.

(Folha de São Paulo - Sinopse Radiobrás - 10-07-07)

terça-feira, 10 de julho de 2007

"AMBIENTALISMO" DERROTADO PELO GOVERNO AO ARRANCAR LICENÇA PARA HIDROELÉTRICAS

* O governo federal finalmente derrotou os ambientalistas e arrancou a licença - com 33 ressalvas - para a construção das usinas hidrelétricas do Rio Madeira (Santo Antônio e Jirau), obras consideradas estratégicas.

A licitação para escolher a construtora será em outubro.

(Jornal do Brasil – Sinopse Radiobrás)